09 DE DEZEMBRO

|

Informativos por E-mail

PUBLICIDADE

ABVAQ abre seu 4º Congresso Nacional com sucesso e reúne 200 profissionais na edição de João Pessoa-PB

Publicado em 10 de Janeiro de 2018 por Genivaldo Lima

VAQUEJADA LEGAL

Escola Lyceu Paraibano em João Pessoa/PB

Foi um sucesso a primeira edição do 4º Congresso Nacional de Profissionais de Vaquejada ABVAQ, realizado nesta quarta-feira,10 de janeiro, no Lyceu Paraibano em João Pessoa-PB. As 200 vagas limitadas foram preenchidas com profissionais vindos de diversos estados próximo a Paraíba. O encontro teve como objetivo, aprimorar a mão de obra dos profissionais envolvidos na realização das provas de vaquejada legal, bem como os informar sobre a legislação vigente a respeito da nova conjuntura deste esporte.

Walter Papel

O advogado e membro da comissão técnica da Associação Brasileira de Vaquejada, Walter Papel, abriu o Congresso explicando e avaliando a importância da Chancela ABVAQ. “Não é fácil chegar a um regulamento num esporte com tantas variáveis como a vaquejada, mas nós chegamos e tivemos a aprovação do Ministério da Agricultura. As provas chanceladas pela ABVAQ devem cumprir à risca esse regulamento e os promotores de vaquejada devem entender que isso é para o bem do nosso esporte. Já chegamos até aqui e temos que continuar atentos para avançar cada vez mais, ” disse Papel.

Dr. Travassos

Após a abertura, a plenária foi dividida em dois grupos: um com o pessoal do bem-estar animal, sob a coordenação do Dr. Travassos e outro dos juízes, locutores, anotadores de pontos e de mais profissionais, coordenado por Jorge Anastácio e Marcelo Porto. No grupo do Dr. Travassos, ele apresentou e debateu o Manual do Bem-Estar Animal. Já no grupo coordenado por Jorge Anastácio foram apresentados e debatidos o Regulamento Geral de Vaquejada e o Manual de Julgamento de Boi.

Jorge Anastárcio

A parte da tarde foi reservada para a aplicação das provas de avaliação dos inscritos. As provas eliminatórias basearam-se no seguinte critério: Locutores, Anotadores, Juizes de Bem-Estar Animal, Estagiários de Bem-Estar Animal, Auxiliares de Bem-Estar Animal e Coordenadores de Secretaria tiveram que acertar até 50% das questões para ter direito ao certificado de autorização de trabalho nas vaquejadas chanceladas pela ABVAQ. Já os Juizes de vaquejada, Cinegrafistas e Coordenadores de Filmagem precisaram acertar apenas 30% do total de questões.

Marcelo Porto

O Juiz Heliomane Dantas, já atua há mais de seis anos na região do Rio Grande do Norte, e avaliou como positiva a primeira edição da temporada 2018 do Congresso Nacional ABVAQ. “Aqui a gente tem a oportunidade de tirar todos as dúvidas e se adaptar a julgar de acordo com o regulamento da Associação. Sem falar que estreita a integração entre os profissionais que aproveitam para discutir melhorias para o nosso esporte, gostei muito. ” Declarou Dantas.

Pauluca Moura

Pauluca Moura, Diretor de Relações Institucionais agradeceu a presença de todos e acrescentou que as pessoas estão dispostas a fazer o certo cumprindo o Regulamento ABVAQ. “Evoluímos muito e já se percebe que a prática veio se juntar a técnica e isso está refletindo bem nas provas. O esporte só tem a ganhar com encontros como este, “ disse Pauluca.

Dr. João

Outro que esteve na linha de frente do Congresso foi o Diretor de Assuntos Legislativos, Dr. João Neto, que em sua avaliação lembrou que muito já foi feito, mas tem muito por fazer. “Estamos evoluindo bastante e acredito que nesses últimos cinco anos evoluímos cinquenta. O Congresso foi criado para isso, para qualificar os envolvidos no esporte, mas também para unir e fazer da vaquejada uma manifestação desportiva e cultural, regulamentada, priorizando o bem-estar animal, ” avaliou o Dr. João.

Fotos: Renan Leoncio