09 DE DEZEMBRO

|

Informativos por E-mail

PUBLICIDADE

Igor Moiá, um vaqueiro em evolução, que já é destaque no CPV entre os bons da categoria Profissional

Publicado em 12 de Junho de 2019 por Genivaldo Lima

EXEMPLO A SER SEGUIDO

Igor Moiá traz no sangue a genética campeã de seu pai, Dedé Moiá, um vaqueiro destemido e tecnicamente preparado, que há vários anos atua no Haras Integral Mix treinando a tropa vitoriosa do criador Marcos Lima. O jovem vaqueiro cearense, agora com 19 anos, serviu de exemplo para muitos ao decidir, por conta própria, passar da classe Amador para a Profissional e competir o CPV 2019 disputando com os melhores do Brasil.

Ele começou no CPV em 2018, como Amador montando o animal MR. SPACEMAN SLVER chegando a conquistar excelentes posições no ranking. Este ano, Igor Moiá se inscreveu e chegou a correr na categoria Amador, mas o seu espírito competitivo, sua coragem e seu bom nível técnico os levaram a tomar a decisão de ser um Profissional. Ele também vem mostrando raça nas rédeas da égua PALOMA SUS competindo e ganhando várias etapas no Derby Portal representando a equipe Rações Integral Mix de Fortaleza-CE.

Com pouco tempo atuando como Profissional, o filho de Seu Dedé, já conseguiu uma sequência de vitórias entre os tops do esporte e já apresenta no currículo um primeiro lugar rachado no Parque Dr. Geraldo Estrela com vaqueiros do naipe de Celso Vitório, hexa campeão brasileiro do CPV; Renan Tobias, campeão do CPV 2018; Altemar de Petrolina-PE e Wislan Praxedes de Teresina-PI,

Essa importante conquista foi no final de semana que passou na vaquejada de Petrolina, mas ele já vinha de outras vitórias na etapa anterior na Arena São Francisco em Cabaceiras do Paraguaçu-BA, onde ficou em 6ª lugar (montando MR. SPACEMAN SLVER) entre vaqueiros do nível de Carlão, Gilson Nelore, Renan Tobias, Celso Vitório e Reni Silva. Ainda na Arena São Francisco, Igor ficou em 4ª Lugar no Derby Categoria Aberta (montando PALOMA SUS) e na sua frente estiveram três feras da vaquejada: Valter Xavier, Dilson Dias e Leoneto da Silva.

Igor Moiá tem dado provas de que nasceu para ser vaqueiro e vem se aperfeiçoando a cada dia na tentativa de melhorar cada vez mais seu nível técnico e fazer bonito nas pistas como um Profissional, que agora ele é. “É claro que você fica um pouco receoso na hora de avançar mais um degrau e pular de categoria, mas se eu estou querendo ser bom, tenho que competir com os melhores. Marquinhos Lima e Ivan Gomes me deram todo o apoio nessa decisão e tem me incentivado muito na minha carreira. Hoje tenho orgulho de representar as equipes Integral Mix e Ivan Gome de Fortaleza em meu querido Ceará. Aqui fica também minha gratidão ao meu pai que muito tem feito por mim nessa profissão que abracei com muito amor, ” declarou Igor.